VOCÊ PRECISA SABER

HOME > VOCÊ PRECISA SABER



HOME > VOCÊ PRECISA SABER




VOCÊ PRECISA SABER


Fatores externos são as principais causas da obesidade infantil

Os pais são os maiores exemplos para os filhos. Acesso inadequado à comida saudável, menor atividade física nas escolas, hábitos são as principais causas da obesidade infantil.

Publicada em: 02/09/2019



É comum os pais liberarem guloseimas para as crianças como se isso fosse demonstração de amor e carinho. Entretanto, é preciso tomar cuidado! Especialistas explicam que uma criança obesa tem 50% de chance de se tornar um adulto obeso. Por isso, ter uma alimentação balanceada e equilibrada é importante desde a primeira infância.

As principais causas da obesidade infantil são os fatores externos – acesso inadequado à comida saudável, menor atividade física nas escolas, hábitos. E a maior influência para os filhos são os pais. Dar o exemplo é fundamental. A nutricionista Marle Alvarenga explica que os pais devem ser responsáveis pela qualidade da refeição, serem bons modelos, organizarem a rotina alimentar.

Fazer a criança comer menos do que precisa pode trazer consequências. Proibir alimentos também não é um método legal. O foco é deve ser na qualidade do que é oferecido em casa.
O que não fazer? Veja as dicas da nutricionista:

Não dê comida para agradar a criança
Não dê comida como recompensa
Não dê comida quando a criança chora

E o que fazer?
A nutricionista lembra que os pais controlam a comida em casa. Na hora das compras, prefira sempre as chamadas comidas de verdade, que têm qualidade, vitaminas e nutrientes. Evite alimentos processados. Além disso, não ofereça salgadinhos, refrigerantes e doces (e não tenha esses alimentos em casa). Guloseimas só em ocasiões especiais, como festas.

Os pais também precisam determinar os horários das refeições (café da manhã, lanche, almoço, lanche e jantar). “Assim como os pais devem ser os responsáveis pela comida que entra em casa, são os pais que devem determinar os horários das refeições. Isso precisa ser definido desde cedo. Qual o horário do café da manhã? Do almoço? Do jantar? Vai existir lanche? Precisa de horário. Não beliscando o tempo inteiro. E o ideal é sempre a criança estar sentada na mesa, sem distrações”.


Fonte: G1
Edição: F.C.



Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.







Destaques: