VIDA LEGAL

HOME > VIDA LEGAL



HOME > VIDA LEGAL




VIDA LEGAL


Cuidados evitam desidratação e insolação durante corrida

Correr na estação mais quente do ano sem adotar alguns cuidados especiais pode trazer diversos problemas para o corpo, como desidratação, moleza e insolação durante e depois da prática.

Publicada em: 16/01/2013



Com a facilidade de ser praticada em parques, calçadões e até mesmo em calçadas comuns, a corrida ganha ainda mais popularidade na época das férias. O exercício feito a céu aberto garante perda calórica e proporciona condicionamento físico para veteranos e iniciantes que desejam manter a forma e fazer bonito nas praias. Porém, correr na estação mais quente do ano sem adotar alguns cuidados especiais pode trazer diversos problemas para o corpo, como desidratação, moleza e insolação durante e depois da prática.  
 
Isso porque, mesmo quem está acostumado a acelerar o passo pode ter os sintomas desencadeados em razão do grande esforço do organismo para movimentar-se e manter a temperatura e pressão arterial controlada neste período. Além disso, a exposição prolongada ao sol faz com que o corpo transpire mais, perdendo líquido e sais minerais, que, se não forem repostos, causam desidratação e, consequentemente, tontura, dor de cabeça e fadiga.
 
Já a insolação acontece quando o mecanismo de suor, por mais que trabalhe, não consegue resfriar o corpo. Seus sintomas são perda de líquido, queimaduras na pele, dor de cabeça, tontura, febre e eventual desmaio. Além desses dois problemas, o praticante pode também ser acometido por câimbras, complicações cardíacas e queda de pressão arterial.
 
Por isso, para evitar todos os problemas, é preciso ter atenção a alguns importantes detalhes, antes da corrida. ?Evite realizar treinamentos entre 11h e 16h, principalmente os mais intensos, pois neste período o calor e sol estão mais fortes. Além disso, use sempre roupas que facilitem a transpiração e troca de calor com o ambiente?, aconselha Diego Leite de Barros, professor e fisiologista do Hospital Hcor.
 
Outra dica importante é a ingestão de bebidas hidratantes e repositores hidroeletrolíticos, além de água. Elas têm a capacidade de repor os sais minerais e líquidos perdidos. Isso porque, para atividades que duram mais de 30 minutos, apenas a água não é suficiente para repor as substâncias eliminadas durante o exercício.
 
Seguindo as orientações, a corrida está garantida até a próxima estação. ?Apesar das condições serem mais adversas, no verão, não existe razão para diminuir a intensidade dos treinamentos, considerando que o praticante esteja bem treinado e adaptado a este nível de esforço?, afirma Diego.

Fonte: Terra
Edição: A.N.
16/01/2013



Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.







Destaques: