TIRE SUAS DÚVIDAS

HOME > TIRE SUAS DÚVIDAS



HOME > TIRE SUAS DÚVIDAS




TIRE SUAS DÚVIDAS


Entre em contato e tire suas dúvidas médicas. Dúvida: Cardiopatia em crianças

Pensando em esclarecer suas dúvidas sobre questões médicas, criamos a seção Tire suas dúvidas. Nela, todas as perguntas são respondidas por médicos qualificados.

Publicada em: 21/06/2010



Pergunta
Minha bebê tem 4 meses... Ela nasceu com Defeito do Septo Interatrial, e Defeito do Septo Interventricular... Estou desesperada e com muito medo... Isso é muito grave??? O médico disse que quando ela completar 10 k, ou 1 ano de idade, fará a cirurgia... Ele falou que se o Defeito do Septo Interventricular fechar, ele fará cateterismo no Defeito do Septo Interatrial... Ela corre risco de vida??? Ela poderá ter alguma doença, ou alguma complicação no decorrer de sua vida, devido a esses defeitos do Septo??? Por favor, me ajudem, me enviem algo pra me explicar melhor, sobre o procedimento... Ainda mais que estou no Japão, e aqui não tenho conhecimento, e nem muitas pessoas pra perguntar sobre o assunto...
Aguardo respostas... Qualquer tipo de resposta...
Desde já agradeço pela atenção...

Gena Hayashi


Resposta
Prezada Gena, tais defeitos cardíacos são muito comuns em crianças prematuras ou de menor peso. Esses ditos "defeitos de septo", também conhecidos como CIA e CIV, têm suas principais repercussões sobre a esfera pulmonar. Se a crianca está bem, ou seja, não apresenta falta de ar e/ou infecções respiratórias de repetição, não há indicação de cirurgia.

Sem dúvidas, existe o risco aumentado, em relação às outras crianças, do aparecimento de um doença chamada "endocardite bacteriana" . Por isso, se a criança precisar fazer algum procedimento odontológico ou gástrico, tem-se que fazer uso prévio de antibioticos.

Quanto aos critérios da indicação de cirurgia, não há um limite de tempo ou peso que deva ser obedecido. As indicações de, eventualmente, operar são clínicas: isto é, a presença de complicações respiratórias. Se o defeito do septo ventricular fechar espontaneamente (o que poderá acontecer), se adotará uma tolerância maior ainda quanto ao tratamento cirurgico do defeito do septo atrial. Há mesmo correntes de pesquisadores que acompanham clinicamente estes defeitos do septo atrial por toda a vida do paciente.

Resumindo: os defeitos septais são as alterações cardíacas mais frequentes na infância, não havendo indicação absoluta de cirurgia. A decisão de qual o melhor tratamento a ser adotado é orientada pelos dados clínicos da crianca - atenção às infecções respiratorias! Se elas se tornarem frequentes, poderá ser necessária a conduta cirúrgica.

Cuidado ao realizar procedimentos invasivos: há necessidade de administrar antibióticos antes do procedimentos.

Será prudente realizar acompanhamento semestral com cardiopediatra.

E não entre em pânico, a evolução destas crianças costuma ser muito favorável.

Diretoria Médica.
Medplan.

Resposta elaborada por:
Dr. Cláudio Mendes.
Cirurgião Cardíaco (pós-graduado em cirurgia cardíaca pela Univ. de Lyon - França).
Chefe do Serviço de Cardiologia da Medimagem.


Edição: F.C.
21.06.2010



Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.







Destaques: