NOTÍCIAS

HOME > NOTÍCIAS



HOME > NOTÍCIAS




PESQUISA


Sono insuficiente: 58% das crianças e 78% dos adolescentes dormem menos do que deveriam

Seis dicas para evitar o problema, que está relacionado com a obesidade nessas fases da vida.

Publicada em: 04/10/2019



Já é sabido que uma duração mais curta do sono está associada a vários problemas de saúde, entre eles diabetes, hipertensão arterial e sobrepeso nos adultos. No entanto, novos estudos mostram que o sono insuficiente também nas crianças e adolescentes está relacionado com uma maior taxa de obesidade. E, infelizmente, a obesidade na adolescência é altamente prevalente. Cerca de 58% das crianças em idade escolar e 78% dos os adolescentes em idade escolar tem sono insuficiente.

Além disso, foi observada uma diferença entre os sexos: dormir mais tarde, especialmente nos finais de semana, foi associado a maior massa gorda nas meninas. Esses resultados indicam que o tempo de sono precisa ser considerado para a prevenção e tratamento da obesidade em adolescentes, principalmente entre as mulheres.

Esse estudo mostra também que a modificação do sono pode ser fator independente para o sobrepeso e, portanto, alvo de tratamento e atenção dos pais e profissionais da saúde. Quanto menor a duração do sono em crianças, maior a probabilidade do sobrepeso. No entanto, ainda é dúvida para muita gente se o sono pode ser alterado. Os estudos existentes são focados na redução dos problemas do sono, ao invés de melhorar a duração do sono.

Como então melhorar o sono da criança e prevenir as alterações metabólicas?

1. Evite uso de telas após determinado horário (celulares, tablets, televisões e computadores);
2. Evite alimentos estimulantes após as 18h (ex: bebidas com cafeína, açúcar, erva mate, chocolate e outros estimulantes);
3. Invista na prática de exercícios diariamente no período da manhã (exercícios físicos no período da noite podem elevar o cortisol e prejudicar o sono);
4. Evitar as sonecas diurnas pode ser uma aliada importante;
5. Tenha uma “rotina do sono”, com horários certos para dormir;
6. Use aromaterapia para ajudar na latência do sono (ex: lavanda, manjericão, sândalo...).


Fonte: G1
Edição: F.C.



Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.







Destaques: