NOTÍCIAS

HOME > NOTÍCIAS



HOME > NOTÍCIAS




INFANTIL


Promoção da saúde e do desenvolvimento saudável em crianças

A base para um corpo e mente saudáveis é criada no começo da infância. Os primeiros anos de vida são essenciais para a saúde e o desenvolvimento físico, mental e social/emocional.

Publicada em: 03/10/2019



A base para um corpo e mente saudáveis é criada no começo da infância. Os primeiros anos de vida são essenciais para a saúde e o desenvolvimento físico, mental e social/emocional. Se as necessidades físicas dos bebês forem satisfeitas de maneira regular e constante, eles aprendem rapidamente que seu cuidador é uma fonte de satisfação, o que cria um firme laço de confiança e apego. Quando crescem, os bebês saudáveis se transformam em crianças e adolescentes saudáveis.

Os bebês precisam de afeto e estímulo para poderem se desenvolver emocional e intelectualmente. Alguns pais proporcionam um ambiente altamente organizado e estruturado ao bebê utilizando uma variedade de brinquedos e apetrechos. No entanto, o conteúdo do ambiente é menos importante do que a existência de uma interação agradável e positiva da qual desfrutem tanto os pais como o bebê. Os pais que oferecem rostos sorridentes, uma fala amigável e constante, contato físico e amor, mas não compram montes de brinquedos e apetrechos não estão prejudicando o desenvolvimento do bebê.

A promoção de um desenvolvimento saudável em uma criança funciona melhor se for abordado com flexibilidade, levando-se em consideração a idade, o temperamento, a fase de desenvolvimento e o estilo de aprendizagem da criança. Uma abordagem coordenada que envolva pais, professores e a criança geralmente funciona melhor. Durante esses anos, as crianças necessitam de um ambiente que promova a curiosidade e o aprendizado por toda a vida. Livros e música devem ser proporcionados às crianças. Uma rotina diária de leitura interativa, com os pais fazendo perguntas e também dando respostas, ajuda as crianças a prestar atenção, a ler com compreensão e encoraja o interesse delas em atividades de aprendizagem. Limitar a televisão e os jogos eletrônicos a menos de duas horas por dia encoraja brincadeiras mais interativas.

Os grupos de recreação e os jardins de infância são benéficos para muitas crianças pequenas. As crianças podem adquirir aptidões sociais importantes, como compartilhar. Além disso, elas podem começar a reconhecer letras, números e cores. Aprender essas habilidades torna a transição para a escola mais fácil. Vale ressaltar que em um ambiente pré-escolar estruturado, os potenciais problemas de desenvolvimento podem ser identificados e abordados precocemente.

Os pais que necessitam de ajuda para cuidar da criança podem se perguntar qual é o melhor ambiente e se o cuidado prestado por outras pessoas pode ser prejudicial a ela. Sabe-se que crianças pequenas podem se sair bem tanto em casa como fora dela, desde que o ambiente seja afetuoso e educativo. Observando de perto a reação da criança a um determinado ambiente de cuidado, os pais terão melhores condições de escolher o melhor local. Algumas crianças se desenvolvem melhor num ambiente com muitas crianças; enquanto outras podem se sair melhor na sua própria casa ou em um grupo pequeno.

Quando a criança começa a receber tarefa de casa, os pais podem ajudar ao
- demonstrar interesse pelo trabalho da criança;
- ficar à disposição da criança para ajudar com as perguntas, mas não completar a tarefa para elas;
- oferecer um ambiente de trabalho tranquilo para a criança em casa;
- comunicar-se com o professor se tiver preocupações.

À medida que os anos escolares passam, os pais devem considerar as necessidades da criança ao selecionar atividades extraescolares. Muitas crianças se desenvolvem bem quando têm a oportunidade de participar de esportes de equipe ou de aprender a tocar um instrumento musical. Essas atividades também podem proporcionar um espaço para o aperfeiçoamento de aptidões sociais. Por outro lado, algumas crianças ficam estressadas quando sobrecarregadas e quando se espera que participem de muitas atividades. As crianças precisam ser encorajadas e apoiadas nas suas atividades extraescolares sem que expectativas irreais sejam impostas sobre elas.

Por Deborah M. Consolini , MD, Sidney Kimmel Medical College of Thomas Jefferson University
Fonte: MANUAL MSD
Edição: F.C.



Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.







Destaques: