NOTÍCIAS

HOME > NOTÍCIAS



HOME > NOTÍCIAS




SAÚDE


Está sentindo a boca seca? Conheça os alimentos que podem aliviar o sintoma

A falta de lubrificação bucal pode ocorrer por diversas razões, entre elas: uso de alguns medicamentos, estresse ou sintomas de doenças.

Imagem: Pixabay

Publicada em: 05/12/2019



É bastante comum a sensação de boca seca quando sentimos sede. Mas a falta de lubrificação bucal, que também é conhecida como xerostomia ou hipossalivação, pode ocorrer por diversas razões, entre elas destacam-se o uso de alguns medicamentos, estresse ou sintomas de doenças como diabetes.

Pessoas que estão realizando tratamentos quimioterápicos ou radioterapia também se queixam com muita frequência da redução da atividade das glândulas salivares e suas complicações. Isso ocorre porque essas medidas terapêuticas afetam essa produção.

Ficar com a boca seca pode causar, além do desconforto, o aumento de cáries, mau hálito e o risco de outras doenças. A saliva é necessária para umedecer a boca, lubrificar os alimentos para facilitar a deglutição, proteger os tecidos e garantir a limpeza bucal.

Ao procurar um especialista como odontologista ou estomatologista, é comum que a pessoa que sofra com a boca seca seja orientada a mudar alguns hábitos alimentares. Mudanças na dieta podem contribuir para estimular a mastigação e aliviar esse problema de saúde.

A seguir, destacamos quais alimentos são indicados para diminuir o sintoma de boca seca e os que devem ser consumidos com moderação.

A lista abaixo foi elaborada com o auxílio de Celso Augusto Lemos Jr., professor do Departamento de Estomatologia da Faculdade de Odontologia da USP (Universidade de São Paulo); Edson Credidio, nutrólogo e pós-doutor em ciências de alimentos pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas); Juliana Bertoldi Franco, cirurgiã-dentista e membro do CROSP (Conselho Regional de Odontologia de São Paulo); Karla Palma Portes, otorrinolaringologista e professora de Faculdade de Medicina da Uninove e Marcelo Cássio de Souza, nutrólogo do Hospital Moriah.

Coloque no prato

Chás

O consumo de líquidos deve ser estimulado para melhorar a hidratação e diminuir o sintoma. Algumas ervas estimulam o fluxo salivar e podem ser consumidas na forma de chás. Entre elas, destacam-se hortelã, camomila, erva-doce e carqueja. Lembrando que eles não devem ser adoçados e precisam ser consumidos em temperatura ambiente.

Agrião

O agrião está entre os alimentos que podem estimular a produção de saliva. Incluir o vegetal nas saladas é uma ótima alternativa para ativar a salivação e reforçar a saúde bucal, prevenindo o sintoma.

Sopas

As sopas ou canjas de galinha são indicadas para aliviar a hipossalivação por ser uma refeição de consistência pastosa, rica em água, o que facilita a mastigação e a deglutição. Além disso, são fontes de proteínas e vitaminas e ajudam a evitar algumas causas de xerostomia. Mas atenção na hora de acrescentar sal e outros condimentos.

Maçã

Uma maçã por dia já pode fazer a diferença para quem sofre com a boca seca. Essa fruta protege a boca e auxilia a higiene bucal porque incentiva à produção de saliva, que funciona como um detergente natural. Além disso, comer maçã exige um esforço maior da arcada dentária durante a mastigação e ajuda a diminuir as impurezas dos dentes.

Melancia

Algumas frutas como melancia são ricas em água e ajudam bastante na hidratação. Ela possui cerca de 90% de água em sua composição, o que alivia a sensação de boca seca e também previne a desidratação. E por conter vários minerais, consumir a fruta mantém o equilíbrio hídrico do corpo.

Picolés de frutas

Alimentos em temperatura ambiente ou gelados trazem diminuição da ardência e do desconforto oral. Por isso, o picolé pode ser uma opção. Prefira o sorvete à base de água, frutas e sem açúcar. Vale ressaltar que após o consumo de alimentos açucarados, o ideal é realizar a higiene oral com a escovação.

Ovos

Os ovos são fontes de proteína e vitamina B. Lembrando que a carência vitamínica é uma das causas de boca seca, estomatite e lesões na língua. Ele também pode ser um bom substituto quando a pessoa tiver alguma restrição ao consumo de carne animal, por ser mais fibrosa. Prefira o ovo cozido.

Sucos naturais

Os sucos são indicados para manter o corpo hidratado e aliviar o sintoma. O consumo de sucos mais neutros como melancia, melão, uva e goiaba ajudam a controlar a boca seca.

Melhor evitar

Sal

Sal sempre deve ser consumido com moderação, pois além de ser responsável pelo desenvolvimento de doenças renais e hipertensão, piora bastante a sensação de sede e boca seca. Por isso, é importante diminuir o sal nas receitas e evitar alimentos com bastante sódio e temperos prontos.

Café

Bebidas com cafeína podem desidratar o organismo e aumentar o sintoma. Um estudo realizado com mais de 2 mil estudantes que avaliava a condição da gengiva e comportamentos que levavam a xerostomia mostrou que a ingestão de café pode prejudicar a salivação e aumentar o sintoma. Por isso, é importante consumir com moderação.

Açúcar

O açúcar deve ser evitado ou consumido com moderação. Os alimentos açucarados pioram a sensação de sede e boca seca e favorecem o desenvolvimento de cáries e doenças periodontais, que podem prejudicar a saúde dos dentes e gengivas.

Álcool

Consumir bebidas alcoólicas desidrata a boca e reduz o fluxo de saliva. A salivação colabora no combate de bactérias na boca e quando ela está seca, ocorre à proliferação de micro-organismos, o que proporciona o mau hálito.

Alimentos ácidos e picantes

Os alimentos ácidos estimularem naturalmente o aumento do volume de saliva a ser produzido pelas glândulas salivares, mas eles devem ser consumidos com moderação. Isso ocorre porque esses itens causam a sensação de ardência em quem está com a boca seca, principalmente se houver lesões na região.

Fonte: UOL
Edição: C.S. 



Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.







Destaques: