NOTÍCIAS

HOME > NOTÍCIAS



HOME > NOTÍCIAS




SAÚDE MELHOR


7 alimentos que ajudam a amenizar as dores da endometriose

Atenção na escolha dos alimentos é fundamental para suavizar os sintomas da doença.

Publicada em: 25/01/2019



Sem cura e de origem indefinida, a endometriose atinge cerca de 15% das mulheres em idade fértil de todo o mundo, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) -- porcentagem que se confirma no Brasil, de acordo com a Associação Brasileira de Endometriose. Trata-se de uma doença caracterizada pela presença do tecido que reveste o interior do útero, o endométrio, em outras partes do corpo, como ovários, bexiga, intestinos e, em casos raros, órgãos mais distantes, como os pulmões.  

Suas principais consequências são dificuldade para engravidar e dores agudas durante as relações sexuais, ao urinar e ao evacuar, especialmente no período menstrual. Isso ocorre porque as células do endométrio respondem aos estímulos hormonais do ciclo menstrual em qualquer lugar do corpo; se estão no útero, são expelidas na menstruação, mas em outros órgãos não têm por onde sair, se acumulam e inflamam a região. E então vêm as pontadas intensas nestas ocasiões.

A alimentação pode ser uma forte aliada para amenizar as dores da endometriose ou uma vilã que as intensifique --mas, vale ressaltar, o que se come e o que se bebe nunca será capaz de causar ou acabar com essas dores. Conheça os alimentos mais diretamente ligados aos efeitos da endometriose.

A lista foi feita com ajuda dos ginecologistas Marco Aurélio Pinho de Oliveira, chefe do Ambulatório de Endometriose do Hospital Pedro Ernesto da UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro); Patrick Bellelis, diretor da SBE (Associação Brasileira de Endometriose); e Sérgio Podgaec, presidente da Comissão Nacional Especializada em Endometriose da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia) e do fisiatra Diego Toledo, coordenador do Comitê de Dor Urogenital da SBED (Sociedade Brasileira do Estudo da Dor).

Coloque no prato

Frutas cítricas

Frutas como laranja e limão são ricas em beta-criptoxantina, uma substância transformada em vitamina A quando metabolizada. Uma vez que a vitamina A é anti-inflamatória, a ingestão destas frutas ajuda a aliviar as dores da endometriose. De acordo com um estudo publicado na revista Human Reproduction, da Universidade de Oxford, o ideal para quem tem a doença é comer uma porção de fruta cítrica por dia, mesmo quando não houver uma crise de dor.

Frutas vermelhas

Excelentes fontes de vitamina C, as frutas vermelhas (morango, mirtilo, framboesa e amora, por exemplo) são antioxidantes e, por isso, preservam os capilares sanguíneos dos efeitos do envelhecimento, auxiliando no tratamento de processos inflamatórios.

Verduras

A presença de fibras nas verduras facilita o trânsito intestinal e alivia as dores de endometriose principalmente nos momentos de evacuação e das mulheres que tenham tecido do endométrio no sistema digestivo. Pode soltar a imaginação e comer as verduras de que você mais goste, pois todas são muito benéficas.

Peixes como atum, sardinha e salmão

Estes peixes especificamente são ricos em ômega 3, ácido graxo que reúne o melhor de dois mundos para mulheres com endometriose por ser anti-inflamatório e antioxidante. Recomenda-se ingerir uma porção de um deles pelo menos uma vez por semana.

Castanhas e amêndoas sem sal

São ótimas fontes de ômega 3 e de vitamina E, ou seja, têm atuação anti-inflamatória e antioxidante. Uma porção (10 g) diária de uma delas é suficiente para ajudar a manter as dores da endometriose sob controle.

Chá de camomila

Seu efeito calmante se deve à presença de flavonoides, compostos naturais anti-inflamatórios e antioxidantes. Durante uma crise de dor de endometriose, a ação do chá de camomila é imediata.

E procure evitar pães e bolos à base de farinha de trigo, frituras, e alimentos processados e refinados como peito de peru, presunto, açúcar branco e refrigerante, pois eles entram na circulação sanguínea muito rapidamente, aumentando o estresse para produção de insulina e desencadeando um processo inflamatório que agrava -- e muito -- as dores da endometriose.

Fonte: UOL 
Edição: C.S.

 



Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.







Destaques: