DICAS DE LIVRO

HOME > DICAS DE LIVRO



HOME > DICAS DE LIVRO




DICA DE LIVRO


Os 10 livros infantojuvenis de 2017

Listas de melhores livros do ano costumam servir mais para conhecer os gostos dos críticos do que para fazer uma seleção verdadeira do que foi publicado pelo mercado editorial.

Publicada em: 29/12/2017



Aqui não está necessariamente o que de melhor foi publicado no Brasil para crianças e adolescentes, mas o que de mais interessante passou em 2017 para colunista literário da Folha de São Paulo, Bruno Molinero.


“Rosa”
Autor e ilustrador Odilon Moraes
Editora Olho de Vidro
Preço R$ 49,90 (2017; 48 págs.)
Cheio de camadas, “Rosa” é um livro para ser lido duas (ou mais) vezes. A obra trata do relacionamento entre pai e filho, mas é mais do que uma autobiografia do autor, Odilon Moraes. “São três fases: a primeira é a relação com meu pai e com meu filho; a segunda é a obra do Guimarães Rosa; a última é uma referência à própria escrita do livro ilustrado.” Desse diálogo, surge uma história poética em que texto e ilustrações correspondem a tempos diferentes –um no passado, outro no futuro.


“A Galinha e Outros Bichos Inteligentes”
Autor Ronald Polito
Projeto Gráfico Guto Lacaz
Editora Ôzé
Preço R$ 56 (2017; 56 págs.)
Coletânea de poemas sobre animais, “A Galinha e Outros Bichos Inteligentes” prende a atenção pela parte visual –cada uma das ilustrações é feita por Guto Lacaz e utiliza apenas letras do alfabeto. Misturando técnicas, tamanhos e distribuições no espaço, Lacaz cria desenhos com diferentes fontes, de forma que os caracteres criem contornos visuais. Assim, o B da borboleta se transforma em asas. Uma sequência de letras F lembra um exército de formigas. A brincadeira ultrapassa o visual e joga também com os sons –caso da galinha do título, que é representada pela letra “H” e por uma linha (“agá-linha”).

 

“Teleco, o Coelhinho”
Autor Murilo Rubião
Ilustrador Odilon Moraes
Editora Positivo
Preço R$ 39,80 (2016; 48 págs.)
Murilo Rubião (1916-1991) tem uma das obras mais originais da literatura brasileira –mesmo curta, com apenas 33 contos, ela se aproxima da linguagem e das alegorias do movimento conhecido mundialmente como realismo fantástico. Alguns de seus textos foram ilustrados e lançados para o público infantojuvenil pela editora Positivo. Destaque para “Teleco, o Coelhinho”, sobre um coelho que tem o poder de se transformar no bicho que bem entender: leão, porco-do-mato, girafa, pulga… Saiba mais sobre o livro.

 

“Dobras”
Autor e ilustrador Andrés Sandoval
Editora Companhias das Letrinhas
Preço R$ 54,90 (2017; 64 págs.)
As páginas já vêm com dobras predeterminadas. Mas, a partir daí, o que vale é a imaginação do leitor. “Dobras”, do ilustrador Andrés Sandoval, não tem uma história propriamente dita. O livro é formado por páginas multicoloridas que devem ser viradas em todas as direções –a cada nova dobra, aparecem possibilidades inéditas de combinações, desenhos inusitados e jogos de cores inesperados (veja no vídeo abaixo). “Tem uma coisa quase hipnótica. Você vira para lá, para cá, e vai formando uma boca, um rosto. Encontra transparências. É um livro tão aberto que parece meio banal no começo”, diz Sandoval. Saiba mais sobre o livro e leia conversa com o autor.

 

“Arte Brasileira para Crianças”
Autores Isabel Diegues, Márcia Fortes, Mini Kerti e Priscila Lopes
Ilustradora Juliana Montenegro
Editora Cobogó
Preço R$ 85 (2016; 224 págs.)
Quantos artistas brasileiros você conhece? Pois só no livro “Arte Brasileira para Crianças” há cem deles. De Tarsila do Amaral ao precursor do grafite no país, Alex Vallauri. De Candido Portinari às tranças de Tunga e os retratos malucos de Vik Muniz. Cada nome vem acompanhado de uma breve explicação e também de uma proposta de atividade para colocar em prática as ideias dos artistas. Em algumas, basta separar o material necessário. Já em outras, é preciso a autorização de um adulto –afinal, desenhar na parede da sala ou espalhar ovos de verdade pelo chão do quarto podem gerar grandes artes, mas também grandes castigos. Conheça o livro e as atividades.

 

“Cada Coisa”
Autor Eucanaã Ferraz
Ilustradores Raul Loureiro e Eucanaã Ferraz
Editora Companhia das Letrinhas
Preço R$ 49,90 (2016, 128 págs.)
Quanta poesia cabe num martelo? E num cotonete, num ovo, num grampo de cabelo? Muita, se depender do escritor Eucanaã Ferraz, que lançou no fim de 2016 “Cada Coisa”, pela Companhia das Letrinhas. A obra é um almanaque com versos sobre objetos do dia a dia. “É um pequeno museu para as crianças entrarem em contato com um mundo passado”, diz. De fato, computadores, celulares e videogames não aparecem nos poemas. O ar retrô é ressaltado ainda pelas ilustrações, que fazem renascer o século 20, como se estivéssemos em uma cartilha dos anos 1940 ou em um cartaz de vendinha perdida no tempo. Leia entrevista com o autor.

 

“Para Onde Vamos”
Autor Jairo Buitrago
Ilustrador Rafael Yockteng
Tradutora Márcia Leite
Editora Pulo do Gato
Preço R$ 42,50 (2016, 56 págs.)
A menina viaja acompanhada do pai e vai enumerando tudo o que vê pelo caminho: as vacas, os pássaros, as nuvens –e, é claro, também o coiote, como o pai chama um cachorro mal-encarado que acompanha o trajeto, sempre com policiais à espreita. O livro, do colombiano Jairo Buitrago, traz de maneira delicada, mas contundente, o tema dos imigrantes ilegais. Na história, descobrimos que pai e filha deixaram para trás a sua casa para tentar a vida em outro país. Será a guerra? A falta de trabalho? Alguma perseguição? Sabemos apenas que eles são só mais duas pessoas entre milhões de imigrantes que fogem em busca de esperança. Conheça mais o livro e veja outras obras infantis que falam de refugiados e imigrantes.

 

“O Lagarto”
Autor José Saramago
Ilustrações J. Borges
Editora Companhia das Letrinhas
Preço R$ 39,90 (2016; 32 págs.)
O enredo é simples, mas inventivo. Em “O Lagarto”, um réptil gigante aparece na cidade. O susto é geral, o trânsito para, uma velha vai aos gritos, uma moradora derruba as flores que carrega. Como lidar com um monstro atrapalhando a metrópole? As metáforas de Saramago, que por um instante lembram a flor que brota do asfalto do poema de Carlos Drummond de Andrade, ganham potência nas xilogravuras coloridas feitas por J. Borges, um dos maiores nomes da cultura popular nordestina e da literatura de cordel. Saiba mais sobre a obra.

 


“Você Não Sabia?”
Autores Martin Baltscheit e Christine Schwarz
Tradutora Hedi Gnädinger
Editora Iluminuras
Preço R$ 41 (2017; 32 págs.)
Sabe aquela história de quem conta um conto aumenta um ponto? Pois um flamingo estava dormindo no seu canto. Mas diversos companheiros teimavam em incomodá-lo, sem resposta da ave dorminhoca. A cada pássaro que tentava falar com ele, algo diferente era dito pelo grupo ao próximo penoso que aparecesse: o flamingo se acha superior, seus dentes são de pérola, quer um casaco de penas de ganso, vai matar a todos! Será mesmo verdade ou é tudo invenção? Se eu fosse você, não seria a última cegonha a descobrir. Conheça a história.

 


“A Caça ao Snark”
Autor Lewis Carroll
Ilustrador Chris Riddell
Editora Galera Junior
Preço R$ 44,90 (2017; 96 págs.)
Você já viu um snark? No livro de Lewis Carroll, autor de “Alice no País das Maravilhas”, os tripulantes de um navio também não sabem muito bem como é esse bicho –com exceção de um ou outro que diz já tê-lo visto por aí. Mesmo assim, estão em uma missão para caçá-lo. “É uma história que começa num lugar, vai para outro completamente diferente, nada tem muita explicação”, diz Bruna Beber, que traduziu os versos do livro, cheio de brincadeiras de Carroll com o nonsense. Leia entrevista com a tradutora.

 

Onde encontrar:
Livraria Nova Aliança
Rua Olavo Bilac, 1258 - Centro, Teresina - PI
(86) 3221-6793 
[email protected]

Fonte: Folha de S. Paulo
Edição: F.C.



Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.







Destaques: