ARTIGOS

HOME > ARTIGOS



HOME > ARTIGOS




INFARTO


Quase 100% de mortes por infarto podem ser evitadas

As chances de reverter um infarto agudo do miocárdio são de quase 100% se o atendimento for feito dentro de três horas

Publicada em: 09/03/2007



As chances de reverter um infarto agudo do miocárdio são de quase 100% se o atendimento for feito dentro de três horas. Isso significa que 77 mil mortes por ano no Brasil poderiam ser evitadas. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia, este é o total anual de vítimas de infarto no País.

Atualmente, além do cateterismo, existem medicamentos que conseguem resolver o problema em minutos. Um infarto pode ser revertido em até 12 horas, mas as chances de salvamento diminuem com o passar do tempo. O coração é um músculo que fica enfraquecido após o infarto e vulnerável a problemas como a arritmia. Após um determinado período, ele não resiste e pára de bater.

Muitas vezes, as pessoas não procuram socorro porque não sabem diagnosticar os sintomas. O caso do humorista Bussunda, que morreu na Alemanha quando estava a trabalho na Copa do Mundo do ano passado, é um exemplo. Após uma partida de futebol, começou a sentir tontura, cansaço e falta de ar, e confundiu com uma crise de asma (Bussunda era asmático). Inclusive, o excesso de esforço pode ter desencadeado o ataque, já que momentos antes o comediante jogou uma partida de futebol.

Pessoas que apresentam fatores de risco como colesterol alto, hipertensão e antecedentes familiares devem procurar socorro imediato ao sentir qualquer alteração.

Embora existam poucos casos sem nenhum sintoma, a maior parte das manifestações do infarto são bastante claras. Além da dor non peito, a doença tem manifestações que podem ser confundidas com outros males.

• Dor no peito: é o sintoma clássico do infarto. Algumas vezes, essa dor se irradia para as costas e para os braços, principalmente o braço esquerdo. A dor pode ser persistente ou do tipo que vai e volta. Há casos de infarto sem dor, por isso o paciente deve estar atento a outras manifestações.

• Dores no estômago: é menos comum, mas alguns infartados sentem dor na boca do estômago e sensações parecidas com azia, gastrite e úlcera. Também há casos de pessoas que se queixam de dor no pescoço e na mandíbula.

• Falta de ar: a pessoa sente um aperto no tórax, um desconforto que causa dificuldade para respirar.

• Sensação de mal-estar: tontura, náusea, vômito, suor exagerado e palpitações podem ser sintomas de infarto.

• Cansaço: muitos pacientes chegam ao hospital reclamando de fadiga súbita, um cansaço que surge do nada. Também é comum relatos de sentimento de ansiedade exagerada, a chamada sensação de morte iminente.


Fonte: Terra
Edição: F.C.
09.03.2007



Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.







Destaques: