ARTIGOS

HOME > ARTIGOS



HOME > ARTIGOS




ENTREVISTA


“Aqui tudo é voltado para os clientes”, afirma estagiária argentina.

Publicada em: 04/03/2005



Durante um mês e meio a argentina Natalia Lorena Fuentes Barrera, de 22 anos, esteve no Piauí, participando de um estágio nas empresas do grupo Medplan/ Medimagem. Jovem, mas com grande potencial, Natalia afirmou ser esta uma oportunidade única e enriquecedora em sua vida. “Entrar para estagiar em uma empresa como essa você aprende muito mais do que só estudando”.

Natália esteve em Teresina durante o mês de fevereiro por meio de um intercâmbio feito pela Rotary International‚ uma instituição sem fins lucrativos que organiza estágios. A estudante mora em Buenos Aires‚ onde estuda o sexto período do curso de Administração na Universidad San Andres.

A estudante já esteve em vários países da Europa e da América do Sul como Chile, Bolívia e Paraguai. No Brasil ela visitou os estados de Pernambuco, Ceará, Maranhão e veio estagiar no Piauí. “Eu conheço vários lugares aqui no Nordeste e eles não estão preocupados com seus clientes, atendem mal, cometem horrores. Como fazer, o que fazer, o melhor para o cliente, isso tudo é pensado aqui, eu experimentei isso e foi muito bom pra mim”, afirma a estudante.

Por que a escolha do Piauí como Estado para seu estágio?

Eu fui para a Inglaterra e conheci um intercambista do Rotary de Parnaíba. Eu tinha muita vontade de conhecer o Brasil por que gosto muito do português, e como é do Mercosul, acho que para os negócios é muito importante falar as duas línguas e por isso muito importante para minha carreira. No momento de escolher o local para visitar, meu amigo daqui disse que o Nordeste tinha mais cultura, que no Sul as culturas são muito parecidas com culturas da Europa e da Argentina. Eu queria conhecer uma coisa diferente, o Brasil como cultura, por isso escolhi o Nordeste. Depois escolhi o Piauí por que conhecia pessoas daqui. Então estou com um mês e meio aqui no Piauí, sendo um mês em Teresina e a outra parte conhecendo o Estado, Parnaíba, Luís Correia, Delta.

Como foi sua relação com as empresas do grupo Medplan/ Medimagem?

Quando você faz um intercâmbio, você sai por um momento do seu país ou para estudar ou para estagiar. E aqui em Teresina é muito importante a área de saúde, é muito conhecida. Quando cheguei, a família que me hospedou conseguiu para mim, a través do Dr.Cerqueira, o estágio nas empresas dele. Eu gostei, por que ainda não sei qual especialização fazer após a universidade, e gostaria de experimentar coisas diferentes. Então, entrar para estagiar em uma empresa como essa você aprende muito mais do que só estudando para uma carreira de administração hospitalar. Então foi isso que eu fiz e o Dr.Cerqueira combinou para que eu conhecesse todas as empresas do grupo.

Qual foi o seu maior aprendizado pessoal e profissional com essa experiência?

Eu conheci todas as funções de cada empresa, desde a recepcionista, a administração, as finanças, passei por todos os setores e pelas empresas, até mesmo na farmácia, por que queria ter uma visão global de como aquilo tudo funcionava. Eu gostei muito, principalmente, da filosofia do Dr.Cerqueira nas empresas; aqui, tudo é voltado para os clientes, qualquer coisa que se faça, o cliente está em primeiro lugar. Eu conheço vários lugares, aqui no Nordeste inclusive como o Maranhão, o Ceará e o Pernambuco, e eles não tem essa filosofia, eles não estão preocupados com seus clientes, atendem mal, cometem horrores. Como fazer, o que fazer, o melhor para o cliente, isso tudo é pensado aqui, eu experimentei isso e foi muito bom pra mim. Vi como é importante você fazer tudo pensando, em primeiro lugar, no cliente, tudo girando em torno dele. Lá as pessoas são muito simpáticas e, mesmo com muito trabalho, por que lá é sempre movimentado, elas são ótimas, te tratam muito bem, com muita paciência. Eu acho tudo isso muito importante, é uma oportunidade única entrar assim em uma empresa e poder ver todo o movimento. Com isso tudo, compreendi que trabalhar com administração hospitalar é algo de muito mais responsabilidade do que se imagina. Você está tratando da vida das pessoas, ajudando essas pessoas, cuidando delas, você tem que melhorar sempre. Aqui até o sistema utilizado para consultas e demais atividades internas é excelente. Na Argentina grande parte das coisas é manual, aqui é tudo informatizado, tudo moderno, novo.  



Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.







Destaques: