HOME > SALÃO DE HUMOR



HOME > SALÃO DE HUMOR




SALÃO


Exposição do 8º Salão Medplan de Humor chega ao Museu do Piauí

Até o o final desse mês quem estiver pelo centro da cidade e aproveitar para visitar o museu poderá apreciar e se divertir com as 40 obras sobre Intolerância.

Publicada em: 16/06/2017



A nova parada da 8ª edição do Salão Medplan de Humor é o Museu do Piauí - Casa de Odilon Nunes (MUP). Até o o final desse mês quem estiver pelo centro da cidade e aproveitar para visitar o museu poderá apreciar e se divertir com as 40 obras sobre Intolerância. A coordenadora do espaço, a artista Dora Parentes, acredita  que a exposição é uma forma de arte para todos os públicos. "É de grande importância nos dias atuais termos um salão de tantos talentosos desenhos de artistas do mundo inteiro tratando de um tema tão presente na vida dos seres humanos", completa. É a primeira vez que uma exposição do Salão Medplan aporta no Museu.

Nesta edição do Salão, foram recebidos cerca de 900 trabalhos, provenientes de diversas partes do planeta, registrando mais uma vez a intensa participação internacional conquistada pelo evento organizado pelo Medplan, que pela segunda vez consecutiva, também abriu espaço para a categoria de caricaturas.A mostra já percorreu diversos pontos culturais da cidade além de escolas, faculdades e outros espaços públicos, levando cultura em forma de bom humor.

image

Vencedores

O vencedor desta edição foi Pedro X Molina, de Esteli-Nicaragua, que retratou por meio de uma ilustração a Intolerância Digital. Ele levou o prêmio máximo de R$ 5 mil reais. O segundo colocado foi o brasileiro de Sorocaba – SP, Anderson de Oliveira Delfino, que retratou o bullying escolar. Ele ganhou RS 3 mil reais. Já para o prêmio internet, o ilustrador de Lima (Peru),  Julio Angel Carrión Cueva levou a melhor e faturou RS 2 mil reais. O Prêmio caricatura foi conquistado por Alisson Affonso (Rio Grande-RS) com uma ilustração de Dercy Gonçalves.

A Casa

O Museu do Piauí - Casa de Odilon Nunes (MUP) possui acervo diversificado que compreende desde o período pré-histórico ao contemporâneo. A reforma, iniciada em junho de 2016, contemplou melhorias na estrutura física, além da implantação de um novo projeto museográfico. O palácio situado no centro de Teresina ganhou novas salas, além de pinacoteca (galeria de pinturas) e recursos didáticos que auxiliarão no ensino-aprendizagem.  

Integram o acervo de quase 7 mil peças: artefatos pré-históricos, como peixes e troncos fossilizados, louças da Companhia das Índias, porcelanas chinesas e inglesas, mobiliário e quadros do século XIX, como a famosa tela de “Dom Pedro II” de Victor Meirelles, além de obras de arte contemporânea de renomados artistas piauienses e nacionais importantes como Afrânio Castelo Branco, Liz Medeiros, Nonato Oliveira, Gabriel Archanjo, Hostyano Machado, Amaral, Dalva Santana, Josefina Gonçalves, Dora Parentes, Victor Meirelles de Lima, entre outros, dentre outros. Também são encontrados no acervo do Museu: cédulas, moedas, medalhas, indumentárias da guarda nacional, machados primitivos, urna funerária, arcos, flechas, artesanato piauiense, entre outras peças de relevância cultural. A novidade são os pertences de comunidades remanescentes indígenas do Piauí: Tabajara e Cariri.

8º Salão Medplan de Humor no Museu do Piauí

Praça Marechal Deodoro, S/n - Centro (Sul), Teresina - PI, 64000-050

Telefone: (86) 3221-6027

image

F.C.