PORTA CURTAS

HOME > PORTA CURTAS



HOME > PORTA CURTAS




PORTACURTAS


No Devagar Depressa dos Tempos

Guaribas, sertão do Piauí: onde o tempo da escravidão ainda é frase no presente, algo começa a mudar. Conversando com mulheres de duas gerações, escutamos como era, como é e como pode ser a vida de quem acaba de cruzar a linha da miséria.

Publicada em: 20/04/2018



 

O filme No Devagar Depressa dos Tempos revela o cenário do sertão do Piauí e suas transformações nos últimos anos, principalmente na vida das mulheres. Na estreia, a diretora Eliza Capai percorre pouco a pouco a cidade de Guaribas, ao se deparar com perspectivas cruzadas entre ações do Estado e as vozes de suas moradoras.

A fotografia sobre a região filma mulheres e crianças separadas por um corte geracional. Aqui está em questão um divisor de quereres. O que antes estava preso à necessidade de casar, cuidar dos filhos e sobreviver, com o avanço dos programas de base do governo - que deram início em 2003 - foi sendo substituído pelos reflexos da emancipação pessoal.

Com este olhar, a câmera busca localizar os espaços de afirmação de identidades, sobre o que antes não alcançavam nem em sonhos. Ainda sobre as narrativas no sertão, assista também os filmes em destaque Malha, Muro, A História da Eternidade e Patativa. Boa sessão!


No Devagar Depressa dos Tempos

Gênero: Documentário
Diretor: Eliza Capai
Duração: 25 min Ano: 2014 Formato: Digital
País: Brasil Local de Produção: SP
Cor: Colorido
Sinopse: Guaribas, ali bem do lado da Serra das Confusões, sertão do Piauí: onde o tempo da escravidão ainda é frase no presente, algo começa a mudar. Conversando com mulheres de duas gerações, escutamos como era, como é e como pode ser a vida de quem acaba de cruzar a linha da miséria. De um lado seca, alcolismo, violência familiar e fome. Chegada do Estado, renda, educação e auto-estima do outro. No embate do que era e do que começa a ser, vislumbramos um tempo de rápidas mudanças no devagar daqueles tempos.


Prêmios
Melhor Curta no Festival de Cine de la Mujer Marialionza em 2015
Melhor Curta - Mostra Sertões no Curta Vale em 2014
Melhor Filme - Voto Popular no Festival de Vitória em 2014

 

No devagar depressa dos tempos// As time flies slowly by from Eliza Capai on Vimeo.

 

F.C.



Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.







Destaques: