NOTÍCIAS

HOME > NOTÍCIAS



HOME > NOTÍCIAS




MITO


Suco de cranberry previne infecção urinária? Não há provas, diz órgão de saúde

Serviço britânico recomenda a pacientes que ingiram muita água; benefícios da frutinha vermelha ainda são alvo de debate na ciência.

Publicada em: 14/05/2018



Não há provas de que beber suco de cranberry ajude a prevenir ou tratar infecção urinária, segundo diretrizes recém-publicadas pelo Instituto Nacional de Saúde e Excelência em Cuidados (Nice, na sigla em inglês), braço do Departamento de Saúde do governo britânico cujas orientações são usadas para orientar médicos e profissionais da saúde do país. Apesar de haver uma crença antiga e consolidada no poder antibacteriano da fruta vermelha (também chamada de oxicoco no Brasil), o órgão diz que as evidências são insuficientes.

Em vez disso, o Nice sugere que pacientes com infecção urinária bebam bastante água e se tratem com analgésicos. Eventualmente, pode ser necessário tomar antibióticos, mas só se houver recomendação médica e se os sintomas não diminuírem em 48 horas (ou se piorarem rápida e significamente em qualquer momento). A cautela com o uso desses medicamentos é pelo fato de muitas bactérias causadoras da infecção urinária já serem resistentes a eles.

Em 2016, o serviço de saúde público britânico (NHS, na sigla em inglês) destacou, em seu serviço de notícias, a existência de um estudo indicando "modestos benefícios preventivos" de cranberry em mulheres que sofriam constantemente de infecções do trato urinário. Mas ressaltou que, além de a pesquisa ter sido financiada por uma produtora de suco, ela não chegou a comprovar que a frutinha seja de fato "uma arma contra a resistência a antibióticos", como argumentava o estudo.

Benefícios x adição de açúcar
A cranberry, assim como seu suco, contém químicos chamados proantocianidinas (PAC), que podem ajudar a prevenir que as bactérias responsáveis pela infecção se prendam aos tecidos do trato urinário - o que evitaria seu crescimento e, portanto, a infecção. Mas um levantamento do programa "Trust Me I'm a Doctor", da BBC, já havia identificado que, mesmo entre os médicos, há opiniões divergentes quanto ao poder preventivo da fruta.

Alguns estudos mostraram pequenos benefícios das cranberries em mulheres saudáveis e não grávidas que sofriam repetidamente com infecções urinárias; outras pesquisas não encontraram comprovação disso.

Em uma pesquisa, uma das conclusões é de que, para uma pequena redução no risco futuro de infecções, seria necessário tomar suco de cranberry duas vezes por dia. Uma curiosidade identificada é justamente que muitos participantes dos estudos acabavam desistindo porque tinham dificuldade em ingerir a grande quantidade de suco de cranberry exigida pelos pesquisadores.

Isso leva a outra questão que deve ser avaliada pelos consumidores ao observar o rótulo dos sucos: como as cranberries são originalmente amargas, muitas vezes é usada uma grande quantidade de açúcar para tornar mais palatáveis os sucos industrializados. Chega a haver, em média, cerca de 3 colheres de açúcar a cada 100 ml de suco - ou seja, em um copo de 300 ml, você pode estar ingerindo mais do que a quantidade recomendada de açúcar para o dia inteiro.

Problema comum
A questão costuma mobilizar consumidores porque infecções urinárias são bastante comuns, sobretudo em mulheres. Um levantamento de 2015 da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo (e que está prestes a ser atualizado) identificou que, em média, 94 pessoas eram atendidas por dia em hospitais públicos paulistas por conta desse tipo de infecção. E 66% dos casos eram em pacientes do sexo feminino. Entre os sintomas estão dor, queimação ou ardência ao urinar; mais vontade de fazer xixi do que o normal; urina escura ou mal-cheirosa; dor na região inferior do abdômen; sensação de mal-estar e cansaço.

 

Fonte: BBC
Edição: F.C.



Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.







Destaques: